Central de Atendimento: (41) 3285-4422 ou Clique aqui

Sucesso em Vendas
BRASIL E COSTA RICA

3 Lições de ouro sobre o jogo Brasil x Costa Rica

Até mesmo a seleção brasileira tornou-se um assunto polêmico em tempos de crise. Em um país que tem sua cultura enraizada nesse esporte é impossível, você gostando ou não, ficar alheio ao tema.

Entretanto, quando estamos focados em atingir o sucesso em vendas, tudo é motivo para refletirmos e tirarmos grandes lições que podem impactar nos resultados.

Em sua segunda participação na Copa do Mundo de 2018 o Brasil jogou contra a Costa Rica.

Vamos aprender com esse jogo:

1.NÃO SE ILUDA COM A VITÓRIA! 

Você pode entender que o Brasil fez uma boa ou má partida, mas o fato é que há muito o que melhorar para quem quer ganhar a Copa.

Não podemos confundir avanço com sucesso. Houve melhora em relação à partida anterior? Sim. Ganhamos? Sim. Estamos preparados para os principais concorrentes? Não. O desempenho atual garante atingirmos a meta? Ainda não.

O placar, seja no futebol ou nas vendas, pode esconder uma série de oportunidades de melhoria que, se não tratadas com seriedade, podem levar ao fracasso.

Não é porque os indicadores estão positivos que é possível se acomodar. Em 1999, a Blockbuster – empresa líder mundial no mercado de locação de filmes – emitiu um relatório aos acionistas dizendo: “a preocupação dos investidores em relação à ameaça das novas tecnologias é exagerada”.

Realmente, os números de vendas da empresa, na época, eram fantásticos! Até que surgiu uma “seleção” chamada Netflix e o resto desse campeonato você já conhece.

 2. INVISTA EM LIDERANÇA! 

Quem é o líder da seleção brasileira? Quem, em campo, se destaca por organizar o time, acalmar os ânimos em momentos de estresse, centralizar o diálogo com o árbitro falando de forma assertiva? A maior parte das pessoas responderá “não temos esse líder”.

Para que a visão do treinador seja concretizada no campo o líder deve ser sua extensão. É preciso haver alguém referencial, seguro, que conduza o time pelo exemplo. Quem é o líder de Portugal? Quem foi o líder do Brasil na copa de 1994? E de 2002? Se você acompanha ao menos um pouco de futebol saberá responder com facilidade essas perguntas, pois claramente são pessoas que fizeram diferença e levaram seus times ao sucesso.

No jogo contra a Costa Rica o capitão do Brasil foi Thiago Silva. Aquele mesmo que ficou desestabilizado emocionalmente na última Copa. Evitemos falar do passado, vamos nos concentrar no presente: o jogo foi marcado por beirar a expulsão de Neymar, pela discussão sobre um pênalti não concedido, faltas graves, jogadores perdendo a cabeça etc. Pergunto: você se recorda de um líder mediando os conflitos e direcionando os jogadores à meta?

Se no seu time de vendas a liderança não estiver bem estabelecida, talvez toda a tática treinada seja perdida. Simplesmente por não existir alguém no campo orientando o foco do time para a vitória!

3. TREINE AS 8 ATITUDES VENCEDORAS! 

Se você ainda não conhece As 8 Atitudes Vencedoras clique aqui e faça download do e-book.

Para que um time atinja maiores resultados é preciso desenvolver sua competência, a qual é formada pela somatória de:

  • Conhecimento – saber O QUE fazer;
  • Habilidade – saber COMO fazer;
  • Atitude – FAZER o que conhece e tem habilidade SEMPRE.

Há dúvidas de que a seleção conhece e tem habilidade para jogar futebol? É claro que não. Apesar disso, se observarmos, quando o assunto é a atitude temos grandes oportunidades de melhoria:

De manhã me levanto para vencer:

Decidir que a vitória acontecerá antes mesmo da partida iniciar é fundamental. Estar motivado e feliz por ter mais uma chance de fazer melhor, seja com o cliente, seja numa partida de futebol, é de extrema relevância.

Sou movido a metas e objetivos:

No futebol e nas vendas, metas e objetivos pessoais são fundamentais. Porém, é preciso compreender que os sonhos particulares serão realizados quando o coletivo estiver equilibrado e, também, quando estiverem alinhados com os objetivos profissionais. Assim como não há atacante bem-sucedido sem alguém que passe a bola, não há vendedores sem um staff que lhe dê suporte.

Por vezes, ficamos em dúvida do quanto o individualismo de alguns jogadores tem ofuscado o desempenho coletivo.

Não desperdiço tempo:

Qual é a meta da seleção? Fazer mais gols que o adversário. Simples assim.

Portanto, tudo o que não levar a esse objetivo não é útil. Simular faltas, provocar o adversário, reclamar após uma decisão já tomada pelo juiz, dribles desnecessários e não direcionados ao ataque etc., não levam à meta, sendo assim, são desperdício de tempo.

Quais desperdiçadores de tempo são comuns no seu time? Com que frequência você tem reforçado o quanto esses hábitos os afastam de suas metas e objetivos?

Penso, logo vendo:

Mais do que saber a técnica (de vendas ou de futebol) é preciso ter disciplina para utilizá-la. Caso contrário, é o mesmo que não ter.

Há apenas um jogador sem posicionamento bem estabelecido no campo: Neymar. Sua posição obviamente é mais voltada ao ataque do que meio de campo ou defesa. No entanto, não é raro vê-lo na área central pegando a bola (dando poucos passes) e procurando carregá-la até o gol adversário. Dessa forma, as chances de sucesso são muito menores do que se recebesse a bola dos demais jogadores e, com sua técnica e pensamento rápido, desequilibrasse a defesa adversária.

Consequentemente, usar da técnica com disciplina é fundamental para atingir a eficiência. Para isso é preciso controlar o ego e acreditar em metodologia, coisa que somente vencedores fazem.

O medo não me domina:

Quando o melhor jogador do Brasil chora após terminar um jogo com uma seleção fraca é sinal de que a pressão emocional está afetando gravemente o time. Medo todos temos, mas não deixar o medo nos dominar é essencial. Ser forte emocionalmente frente às adversidades pode levar o time rumo ao sucesso.

Quais são os medos do seu time? Como eles têm trabalhado essas incertezas?

Nunca desisto:

A seleção fez os dois gols da vitória nos últimos minutos, ainda que, por alguns momentos na partida, parecesse estar esmorecendo.

Precisamos aprender com os melhores, assim como Cristiano Ronaldo, motivando sua seleção mediana a enfrentar a forte Espanha.

Ao marcar o último de seus três gols naquela partida, Cristiano Ronaldo olhou nos olhos do time e bradou “até o fim! Lutar até o fim!”.

Acredito na força do entusiasmo:

Após o duelo com a Costa Rica, perguntaram ao atacante Gabriel Jesus o que ele esperava para as próximas partidas. O jogador respondeu sem pestanejar: “apoio da torcida! Acreditar!”.

Entusiasmo é o resultado das demais Atitudes Vencedoras, com uma pitada de crença! Você tem acreditado em seu time? Tem demonstrado apoio literal ao seu lado?

Aprendo alguma coisa todos os dias:

O segundo jogo da seleção brasileira na Copa da Rússia foi melhor que o primeiro e esperamos que a evolução continue nos próximos passos.

Da mesma forma, seu time comercial deve estar em contínua evolução. Contudo, isso não acontece por osmose, é preciso treinamento contínuo.

A Atitude do time determina a Altitude no pódio.

Você pode ter um time campeão! Para isso é preciso praticar As 6 Gestões do Líder Treinador .

Sucesso em vendas é uma questão de escolha. Desejo sucesso em suas escolhas!

 

 

Clique aqui para receber mais conteúdos como esse!

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Receba nossa newsletter: BOM DIA SUCESSO!

Os melhores conteúdos, dicas e ferramentas para aumentar suas vendas!


Black Flag Publicidade